Mídia

Notícias


Nota de Solidariedade do CAATINGA ao Centro de Formação Paulo Freire

09/09/2019

por CAATINGA


O Centro de Assessoria e Apoio aos Trabalhadores e Instituições Não-Governamentais Alternativas - CAATINGA, com sede no sertão do Araripe do estado dePernambuco, vem expressar sua solidariedade ao Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Sem Terra (MST) e manifestar repúdio à recente decisão judicial de reintegração de posse, movida pelo Incra-PE, contra o Centro de Formação Paulo Freire, inserido no Assentamento Normandia, na cidade de Caruaru/PE.

O Centro, que leva o nome do patrono da educação brasileira, o pernambucano Paulo Freire, se tornou referência como espaço de formação, muitos profissionais de diversas áreas e de diversos seguimentos participaram deatividades no local, através de parcerias com organizações governamentais como IPA, Fundação Oswaldo Cruz, e ou organizações da sociedade civil como ONGs, Sindicatos, redes e movimentos sociais.

Além do Centro de Formação no mesmo espaço tem três agroindústrias que pertencem a cooperativa agropecuária de Normandia; a agroindústria de beneficiamento de carne, raízes e tubérculos e a de pães e bolos, que pertencem ao coletivo de boleiras. Toda essa estrutura construída a custado suor de mulheres e homens que sonham e trabalham por dias melhores, geram renda para suas famílias através do trabalho realizado nesses espaços.

Lamentamos profundamente às muitas tentativas de destruição da memorial embranças, das simbologias e das lutas dos povos do Semiárido que historicamente lutam e resistem. Nos colocamos à disposição dos assentados e assentadas de Normandia e do MST contra essa tentativa de assassinato simbólico e material deste espaço que nos é caro.

Esperamos que o INCRA reveja sua decisão contra uma das maiores referências de educação popular do Brasil. E possa se colocar como defensor dos interesses dos povos do Semiárido. Viva a Educação Popular!


Whatsapp